Projeto Capacitação

Entre serras e bombos debateu-se o Programa LIFE

Decorreu, nos passados dias 10 e 11 de maio, o INTER LIFE PT 2018, um evento de intercâmbio de experiências e melhores práticas entre beneficiários do Programa LIFE.

Esta iniciativa teve lugar no Fundão e inseriu-se no âmbito da Ação A.4 – Intercâmbio de experiências e melhores práticas entre outros beneficiários, do Projeto LIFE de Capacitação Nacional (LIFE14 CAP/PT/000004), com o qual se pretende potenciar o uso do Programa LIFE, enquanto instrumento financeiro para cofinanciamento de projetos de ambiente e ação climática.

Com esta segunda edição do INTER LIFE PT, que teve a duração de dia e meio, procurou-se continuar a potenciar uma maior interação entre as equipas de projetos LIFE portugueses e de outros Estados‐Membros, a fim de dar a conhecer os trabalhos realizados, promover sinergias, o trabalho em rede, a partilha de experiências e de práticas de gestão de excelência e resultados.

No dia 10 e após a sessão de abertura, foi apresentado um primeiro painel no qual as exposições versaram sobre as principais características do novo Programa de Trabalho Plurianual 2018-2020 e os trabalhos desenvolvidos pelo projeto LIFE CAP PT, em particular na capacitação e networking em termos de Programa e projetos LIFE. Seguiu-se a apresentação da Plataforma de gestão de projetos LIFE – eLMA, ferramenta desenvolvida por uma empresa polaca em resposta à necessidade sentida por um dos sócios, enquanto promotor de projetos LIFE.

Após uma breve pausa para retemperar forças e algum networking, seguiu-se um segundo painel de apresentações, desta vez sobre Partilha de Experiências LIFE. Participaram nesta palestra uma representante do Município de Torres Vedras e um representante da Universidade de Évora – ambos com projetos LIFE candidatados e aprovados, bem como um consultor de uma empresa, com vasta experiência nos vários momentos de vida de um projeto LIFE.

Terminados os trabalhos do dia, os participantes tiveram a oportunidade de explorar a beleza e a história da cidade, após a qual se seguiu uma degustação de produtos regionais e um jantar de confraternização, no agradável Seminário do Fundão. O ambiente descontraído serviu de mote para fomentar a troca de ideias e promover o convívio entre os participantes!

No dia seguinte os trabalhos iniciaram-se com uma visita de campo à área de intervenção da candidatura ReGardunha LIFE (LIFE17 NAT/PT/000632), candidatura desenvolvida pela Agência de Desenvolvimento Gardunha 21, no Sítio do Carvalhal. Na área, ardida durante o período de preparação da candidatura, foi possível observar de perto as consequências negativas de práticas de gestão menos sustentáveis e da crescente perda de biodiversidade, na floresta.

Ainda no período da manhã, e já na Estação da Biodiversidade do Carvalhal, seguiu-se um painel denominado O LIFE em ação: Projetos LIFE Nacionais e Transnacionais, no qual foi possível conhecer vários testemunhos de projetos LIFE, que estão em curso:

  • LIFE AGUEDA – Ações de conservação e gestão para peixes migradores na bacia hidrográfica do Vouga (LIFE16 ENV/PT/000411), projeto coordenado pela Universidade de Évora;
  • LIFE RELICT – Preservação das Relíquias da Laurissilva Continental (LIFE16 NAT/PT/000754), projeto igualmente coordenado pela Universidade de Évora;
  • LIFE Food & Biodiversity - Biodiversity in Standards and Labels for the Food Industry (LIFE15 GIE/DE/000737), projeto alemão coordenado pela Global Nature Fund, com a parceria portuguesa do Instituto Superior Técnico;
  • LIFE CERSUDSCeramic Sustainable Urban Drainage System (LIFE15 CCA/ES/000091), projeto espanhol coordenado pela Asociacón de Investigación de las Industrias Cerámicas, com a parceria portuguesa do Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro;
  • LIFE ELCNDevelopment of a European Private Land Conservation Network (LIFE16 PRE/DE/000005), projeto preparatório alemão coordenado pela ONGA NABU (Naturschutzbund Deutschland e.V. Bundesverband), com a parceria portuguesa da Montis - Associação de Conservação da Natureza.

Houve ainda oportunidade de ouvir o Presidente da Câmara Municipal do Fundão, bem como representantes da União das Freguesias de Vale Formoso e Aldeia do Souto e da Agência de Desenvolvimento Gardunha 21. Os desafios inerentes à gestão do território e as oportunidades presentes em programas como o LIFE foram alguns dos temas abordados.

Terminados os trabalhos em sala, houve lugar para um almoço tradicional de convívio e um momento recreativo onde os participantes foram convidados a ouvir e também a tocar bombo com o grupo local.

Seguiu-se nova caminhada pela área de intervenção do projeto ReGardunha, rumo à Aldeia do Souto, onde se deu por terminada mais um agradável e frutuoso evento do INTER LIFE PT.

Caso queira consultar os documentos do evento consulte aqui.

Até breve!