Em que condições o Programa LIFE favorece projetos transnacionais?

De acordo com o n.º 7 do Artigo 19.º do Regulamento LIFE 1293/2013 os projetos transnacionais devem ser tidos especialmente em conta, sempre que a cooperação transnacional seja essencial para garantir a proteção do ambiente e a prossecução de objetivos climáticos, devendo assegurar que, pelo menos, 15% dos recursos orçamentais sejam afetos a projetos transnacionais.
Assim, de acordo com o critério 6 (subprograma ambiente e subprograma clima), serão atribuídos até 4 pontos extra às propostas que forneçam evidências que há um valor acrescentado europeu na abordagem transnacional.
No âmbito do Programa LIFE o conceito de “transnacional” apenas cobre a cooperação entre Estado Membros da UE, bem como a cooperação entre EM e países Terceiros que participem no Programa LIFE, de acordo com o estipulado no artigo 5.º do Regulamento. As atividades fora da UE ou em países e territórios ultramarinos, embora possíveis, não conferem o direito a pontos extra no critério 6.
Para mais detalhes, consultar o capítulo apropriado em cada um dos guias de candidatura, bem como em cada um dos guias de avaliação.